sábado, 29 de março de 2008

Desabafo do coração...

Sinto que é o momento de parar de me arriscar e pousar em terras mais tranquilas, uma vez que o tempo passou muito rápido para esse romântico coração feminino que agora deseja apenas um braço forte que o ampare.
A vida ensina que aquilo que buscamos longe pode estar mais perto do que imaginamos, é tudo uma questão de parar e olhar. Mesmo sentindo uma certa frieza e um controle exagerado sobre tudo que faço, admito para mim mesma que preciso de alguém que corte os vôos exorbitantes da minha imaginação e me dê carinho da forma que sabe, com segurança e seriedade.

Um comentário:

gilmar rodrigues disse...

abortar um vôo?
só se essa medida tão castrativa se der em prol de si mesma! Mas não se for de encontro a anseios e desejos de outros.
abraço..fica na paz.