segunda-feira, 8 de outubro de 2007

Queria amar...


Queria amar... Mas amar um amor sincero, um amor que não me permitisse sofrimento nem dor, um amor que me causasse alegria e fervor. Queria um amor incondicional, aquele amor que faz o coração voar e o sangue na veia pulsar. Queria um sentimento verdadeiro, um afeto caloroso um sorriso maroto. Um amor que me desse liberdade de ser eu mesma, sem ter que fingir ser outra pessoa para agradar alguém. Queria ter com quem dividir meu dia e minha noite, meu silêncio e meu canto, minha dor e meu pranto. Queria ter com quem contemplar as estrelas e a beleza da lua, queria alguém pra poder andar de mãos dadas na rua... Queria alguém que confiasse em mim e me desse seu colo quando eu precisar de carinho. Enquanto o amor não vem, contemplo comigo mesma a beleza da lua, a pureza do sol, a imensidão do céu, e sinto nesse contato comigo mesma que não estou sozinha, e percebo que todo esse sentimento que procuro no outro só vai valer a pena se a pessoa que estiver disposta a dar, me fizer sentir a mesma segurança que tenho quando estou comigo mesma.

Adriana Parise


2 comentários:

Froilam de Oliveira disse...

Adri
vc enriquece nossa blogosfera, escrevendo dessa forma.
Bjos

Morena açucarada disse...

Num tem nem oq falar dessa mensagem!

Eu amei muito ao ler ela!


Parabéns ....



bjOkś